Blog - Saga Seguros

Mitos e verdades sobre o seguro de carro

15/01/2021

São muitas as “verdades” que circulam por aí acerca do seguro de carro. Colocamos que entre aspas porque este é, porém, um cuidado que todos devem ter ao ouvir expressões bastante usuais no segmento. Por uma simples razão: muitas vezes, estas “verdades” não correspondem à... verdade.

E é exatamente por esta razão que o blog da Saga Seguros preparou este artigo em que os mitos e verdades serão apontados e explicados. Assim, não só você se informa como também reduz o risco de cair num conto.

Veja, a seguir, os mitos e verdades mais comuns:

1 - “Seguro auto é obrigatório no Brasil”: MITO

Isto, em muitos países, é verdadeiro, mas, no Brasil, não! Aqui, a legislação de trânsito não obriga proprietários de veículos a possuírem seguro de automóvel. 

Isto, de certa forma, explica por que, no Brasil, somente cerca de 20% das pessoas que têm carro contratam seguro auto: não há obrigatoriedade para tanto.

Vale esclarecer que o seguro que se faz obrigatório aqui é o DPVAT, usado para indenização de vítimas de acidente de trânsito, porém neste ano de 2021, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP), vinculado ao Ministério da Economia, aprovou que o seguro continua existindo, mas motoristas não o pagarão. 

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) diz que não haverá cobrança em 2021 porque o DPVAT tem recursos em caixa suficientes para a operação no próximo ano. Não há decisão sobre 2022.

2 - “Danos causados por desastres naturais não estão inclusos”: MITO

Quando o assunto é cobertura em seguro de automóveis, é importante saber que existem diversos tipos de cobertura, inclusive a que permite optar por uma completa proteção, o que inclui - além de roubo, furto e colisões – danos decorrentes de enchentes, granizos, raios, enfim, todo tipo de catástrofe natural. 

Atenção quanto a isto: é importante sempre averiguar as condições da seguradora contratada para o acionamento dessa cobertura, pois cada uma trabalha de forma específica e há cláusulas e exclusões de risco que devem ser esclarecidas a fim de evitar surpresas desagradáveis futuras.

3 - “Homens pagam mais caro no seguro auto”: VERDADE

Esta é talvez uma das expressões mais recorrentes no universo dos seguros de veículos e, neste caso, trata-se de uma verdade por uma simples razão: as mulheres se envolvem menos que os homens em acidentes de trânsito (isso quando fazemos esse comparativo em uma apólice com informações idênticas, mudando apenas o sexo do condutor e/ou segurado).

Para se ter uma ideia, somente 29% dos acidentes de trânsito envolvem mulheres, índice que faz com que elas paguem, em média, de 9% a 12% menos que os homens ao contratarem um seguro.

4 - “Existe cobertura para os itens que estão no interior do veículo”: MITO

Itens como computadores, sacolas, bolsas, celulares ou qualquer outro objeto deixado dentro de carro, em caso de furto ou roubo, não há compromisso das seguradoras com o ressarcimento ou a indenização desses objetos.

Por isso é fundamental que você nunca deixe no interior dos veículos itens dessa espécie, especialmente à vista de criminosos. Sempre que possível, leve-os com você e faça o seguro do próprio equipamento em si. Tablets, computadores, celulares, câmeras tem seguros oferecidos pela própria Saga Corretora! Você sabia?

5 - “Carros antigos pagam mais caro pelo seguro”: VERDADE

A lógica dessa premissa verdadeira é simples: quanto mais antigo for o carro segurado, mais caros e de difícil acesso serão os reparos e as peças de reposição. É por essa razão que os carros antigos têm um valor de seguro um pouco mais alto que os carros novos e seminovos.

Para esses casos, temos a opção de fazer o seguro de roubo/furto para essa gama de mercado, pois é uma alternativa mais em conta que permite que esses veículos não saiam por aí completamente desprotegidos.

6 - “O local onde eu moro interfere no valor final do seguro”: VERDADE

Sim, é verdade: o tipo de residência – se dispõe, por exemplo, de garagem própria ou não – e o bairro onde mora o motorista – se tem recorrência de furtos e roubos - são fatores que pesam no cálculo do prêmio de um seguro auto.

Isso porque toda informação que muda no questionário de avaliação de risco, afeta diretamente no valor que será apresentado para pagamento da apólice.

7 – “Para renovar o seguro de carro preciso estar com a documentação em dia”: MITO
A renovação do seguro de auto não depende necessariamente da documentação atualizada. Porém a indenização, sim! Por isso é importante sempre manter documento do veículo e de CNH ativos e em dia. Lembre-se que as seguradoras estão de mãos dadas com as leis de trânsito, então tudo que impede seu automóvel de rodar livremente nas vias (“dá multa”), pode causar uma eventual perda de indenização na ocorrência de algum sinistro!

E aí, descobriu agora o que é mito e verdade nesse universo do seguro auto? Ótimo! Então que tal agora conhecer os planos de cobertura e assistência que a Saga Seguros tem para o seu carro? Converse, por aqui, agora mesmo, com um dos nossos consultores.

Ficou curioso para saber o valor do seu seguro?

Solicite seu orçamento!