Blog - Saga Seguros

Por que é arriscado não ter seguro de carro?

07/06/2021

Nem todo mundo possui, infelizmente, a consciência de que é importante fazer a proteção patrimonial daquilo que custou muito trabalho e suor para ser conquistado. 

São várias as pessoas que ainda optam, por exemplo, pela “economia” de não proteger o carro com um seguro sob o enganoso argumento de que “vale a pena correr o risco de não ter seguro”.

Este grupo de pessoas é uma faixa significativa do universo dos que não têm seguro de carro, que possui uma outra face: a dos que efetivamente não sabem quais riscos correm ao não proteger o próprio veículo.

Por essa razão, a Saga Seguros preparou este post no seu blog para responder a esta pergunta recorrente: “por que é arriscado não ter seguro de carro?

Risco de colisão

O grande brasileiro Guimarães Rosa – tido por muitos como o maior escritor brasileiro do século XX – preveniu: “viver é muito perigoso”.

Ou seja, viver é correr riscos, estar constantemente exposto ou suscetível a dissabores, imprevistos, impensadas ocorrências.

A rotina do trânsito não foge dessa implacável realidade – e, portanto, dirigir é viver sob constante ameaça de colisões.

Colisões que podem variar desde batidas banais, que sequer deixam marcas no veículo, até choques que provocam perda total do bem.

Enfrentar uma situação dessa, além de desagradável e por vezes traumatizante, pode ser desesperador, caso acompanhada de uma falta de cobertura de seguro auto que proteja o veículo.

Risco de incêndio

Sofrer algum sinistro que envolva fogo é sempre uma situação apavorante que requer consciência do condutor quanto a como proceder para garantir a segurança de todos.

Para quem não sabe, essas ocorrências de incêndio em veículos podem se dar por fatores externos - como raios -, problemas mecânicos ou mesmo explosão acidental.

E, muitas vezes, como última esperança à trágica experiência como a de perder, parcial ou totalmente, o carro em um incêndio, está a existência de uma cobertura de seguro.

Risco de roubo ou furto

Quem já teve o carro roubado, furtado ou arrombado sabe muito bem a sensação terrível que se experimenta neste tipo de situação.

Para quem não tem seguro de carro, o sentimento de devastação e desânimo se potencializa, já que – se não for recuperado pelas autoridades policiais – a perda do bem representará elevada defasagem patrimonial.

Risco de danos a terceiros

Este talvez seja o maior temor de quem circula desprotegido no trânsito caótico do dia a dia: estragar o bem material de um terceiro.

E detalhe: este bem material alheio pode ser desde um carro popular mais antigo até um importado de última linha de valor astronômico.

Ou seja, é uma loteria do azar a que se está sujeito sempre que se circula pelas ruas e avenidas sem a cobertura de um seguro auto.

Lembrando que todo esse cenário pode se tornar ainda mais dispendioso caso o terceiro envolvido no acidente tenha danos corporais que obrigue o causador do acidente ao custeamento de tratamento hospitalar.

Risco de pane mecânica

Outro risco por que pode passar quem tem carro e não o protege com seguro auto é o de sofrer, no meio da rua, com uma pane mecânica do seu automóvel.

Assim, quando isso acontece e nada faz o carro funcionar novamente no local, se desamparado do seguro auto, só restam duas alternativas: levar um mecânico ao local – acesso que nem sempre é fácil – ou abandonar o carro no local para solucionar o problema mais tarde.

Por outro lado, em caso de pane mecânica, se coberto por um seguro auto, seu carro – e você, claro – tem assistência auto 24 horas, com serviço de guincho.

Risco de ficar sem carro

Não ter um seguro auto, bater, ficar com o carro na oficina e ter de andar a pé nesse período... já pensou que situação chata?

Pois então, este é outro risco que corre quem não contrata uma proteção de seguro para o seu veículo.

Além de um risco, trata-se de um imenso transtorno na vida e na rotina das pessoas que passam pela situação.

Mas quem tem seguro encontra solução rápida e prática: o oferecimento de carro reserva por parte da seguradora.

Outros riscos

Sabe aquele incidente pequeno na forma, mas grande no aborrecimento – como vidros, faróis, lanternas e retrovisores danificados ou quebrados?

Pois bem, munido de um seguro auto, esse tipo de situação se torna bem menos desagradável, porque o reparo ou a troca fica por conta da seguradora.

Isso vale também para imprevistos menores que têm potencial para chateações monumentais – como encontrar o carro com o pneu “no chão” (furado, no caso) ou ter problemas com a chave (perdê-la, trancar o veículo com a chave dentro, por exemplo).

É também para esses imprevistos que existe a assistência 24 horas, com chaveiro e borracheiro sendo levados até o local onde se encontra o seu carro. 

Portanto, como se vê em todos os riscos elencados, o barato de não contratar um seguro para o seu carro pode sair caro. É, definitivamente, um risco que não vale a pena correr.

Não deixe, então, de fazer o seu seguro veicular e contar com todas as vantagens dessa cobertura imprescindível para o seu sossego e bem-estar.

Agende aqui uma conversa com um de nossos consultores e conheça, em detalhes, o seguro para carro da Saga Seguros.

Ficou curioso para saber o valor do seu seguro?

Solicite seu orçamento!